TV e dispositivos tecnologicos no quarto das crianças está ligado a falta de sono e obesidade, diz estudo

ScienceDaily (22 de outubro de 2012)
Crianças que adormecem com o brilho de uma TV ou computador não descansa o suficiente e sofre de maus hábitos  ao longo da vida, diz uma nova pesquisa da Universidade de Alberta.
 

(Crédito: © HuiTuan Wang / Fotolia)
 
 
Uma pesquisa mostrou que crianças com um ou mais dispositivos eletrônicos no quarto - TVs, computadores, videogames e celulares - tem mais propensão a ter excesso de peso ou obesidade.
 
"Se você quer que seus filhos durmam melhor e vivam uma vida mais saudável, mantenha os equipamentos tecnológicos fora do quarto", disse o co-autor Paul Veugelers, professor na Escola de Saúde Pública, Presidente da Pesquisa e diretor da Unidade de Pesquisa de Saúde da População e Intervenção, que trabalha com o Projeto Alberta promoção de uma vida ativa e uma alimentação saudável (Escolas Apple).
 
Paul Veugelers disse que a pesquisa é a primeira a ligar os pontos sobre a relação entre dieta, sono e atividade física entre as crianças.
 
Cerca de 3.400 crianças foram questionados sobre seus hábitos noturnos, sono e acesso a equipamentos eletrônico. Metade das crianças relataram ter uma televisão, leitor de DVD ou console de videogame no quarto, 21% um computador, 17% um celular e 5% tinham todos os três tipos de dispositivos.
 
57%  doa crianças relataram o uso de eletrônica na hora que deveriam estar dormindo, como a assistir TV e filmes (atividade mais popular), 27% envolvem-se em três ou mais atividades após deitar.
 
Os pesquisadores descobriram que os estudantes e crianças com acesso a um dispositivo eletrônico tinham 1,47 vezes mais chances de estar acima do peso, comparado com crianças sem aparelhos no quarto. Que aumentou para 2,57 vezes para as crianças com três dispositivos, com resultados semelhantes relatados entre crianças obesas.
 
Mais sono também levou a atividade física e melhores escolhas de dieta, os pesquisadores descobriram.
 
Co-autor Christina Fung observou que as crianças de hoje não estão dormindo tanto quanto as gerações anteriores, com dois terços não dormindo as horas recomendadas de sono por noite. Além de hábitos de vida saudáveis, uma noite de sono tem sido associada a melhores resultados acadêmicos, distúrbios de humor e menos outros resultados positivos para a saúde, disse ela.
 
"É importante ensinar as crianças em idade precoce a terem hábitos saudáveis."
 
A pesquisa foi publicada em setembro pela revista obesidade pediátrica, em uma libertação antecipada online. The REAL Kids Alberta evaluation was funded through a contract with Alberta Health. O REAL Crianças avaliação Alberta foi financiado através de um contrato com a Saúde de Alberta.
 

Comentários

Mais Visitados