A importância da família no desenvolvimento das crianças

 
Vocês já perceberam que quando uma criança se comporta de forma inadequada, as críticas são logo direcionadas para os pais ("Essa criança não deve receber limites dos pais", "Ele é assim porque os pais trabalham muito", "Ele faz isso porque os pais mimam demais",etc.)? E quando a criança age de maneira positiva, o méritoé todo dela ("Uau, que criança talentosa!", "Olha só que menino inteligente!",etc.)?
Parece até que os pais só são responsáveis pelos defeitos dos filhos e as qualidades brotam de forma inexplicável nas crianças. Isso levanta inúmeros questionamentos sobre o real papel que a família exerce no desenvolvimento dos filhos.

Segundo estudiosos do comportamento humano, as atitudes das crianças (e mesmo dos adultos) devem ser analisadas através de trêsprincipais pontos: acultura, agenéticae oambiente. E a família faz parte desses trêscontextos!

Acultura influencia muitos de nossos hábitos em relação à alimentação, vestuário, convívio social, entre outros. Pais que são criados em culturas diferentes, podem ensinar seus filhos a seguirem aquelas tradições. Um exemplo típico é o rigor da cultura japonesa quanto ao seguimento de regras. Crianças ensinadas a seguirem esses costumes, geralmente são bastante disciplinadas e obedientes.

As características genéticas(hereditárias) são transmitidas através dos genes e influenciam nosso comportamento desde o nascimento. Muitos aspectos da forma e do funcionamento do corpo são transmitidos por hereditariedade,como a cor da pele, tendência àobesidade, entre inúmeros outros. O perigo disso está no fato de que muitos pais justificam os comportamentos inadequados dos filhos baseados nessa informação. É importante esclarecer que comportamentos como agredir, desobedecer e desrespeitar não são transmitidos hereditariamente! Predisposições genéticas podem favorecer determinadas atitudes, mas não podem ser consideradas as causas disso.

O ambiente diz respeito a todas as relações que a criançaestabelece em sua vida. Assim, o primeiro e principal ambiente da criança é o familiar. É nesse ambiente que a criança passa pelas primeiras experiências de sua vida e aprende a agir diante de situações. É aí também que ela observa e copia as condutas dos pais, irmãos, avós, etc.

Considerando o exposto, pode-se perceber que a família é parte importante do processo de aprendizagem decomportamentos da criança, sejam eles adequados ou não. De forma direta e indireta, a família pode interferir nas condutas dos filhos. A transmissão de características hereditárias não pode ser escolhida pelos pais. Mas os hábitos ensinados, os modelos passados e as consequências dadas diante de certas condutas são de responsabilidade da família e podem determinar muitas das atitudes dos filhos!

Por Carina Paula Costelini
Instituto Innove 

Comentários

Mais Visitados