Livro para Criança: Mamãe foi trabalhar

Mamãe foi trabalhar
Kes Gray & David Milgrim

Para toda mãe que trabalha fora de casa e precisa deixar os filhos durante algumas horas do dia, o momento de se despedir pode ser difícil – tanto para ela quanto para as crianças. Como fazer os pequenos entenderem que os pais estarão de volta em breve? Em Mamãe foi trabalhar, Kes Gray, considerado pelo jornal The Independent um dos dez maiores autores britânicos da literatura infantil contemporânea, aborda o problema de maneira tranquilizante.

No livro, que o selo Globinho lança no Brasil, Gray adota o ponto de vista da criança para mostrar que, afinal, a ausência dos pais ao longo do dia não é nenhum bicho de sete cabeças: seu personagem, que passa o dia longe da mãe, percebe que a ausência materna não tem tanta importância se comparada ao fato de que a mãe sempre volta para casa, para ele, para dar-lhe carinho e atenção. Nas palavras do personagem, “mamãe foi trabalhar, mas sei que ela me adora e pensa em mim o tempo todo. Como sei disso? Porque mamãe volta pra casa, brinca comigo e diz que me ama muito!”

Com ilustrações de David Milgrim, a história ajuda as crianças a lidarem com os períodos em que os pais estão ausentes e também mostra a eles que não há motivos para sentirem-se culpados ao deixar seus filhos em casa para trabalharem fora.
O autor
Nascido na Inglaterra, Kes Gray fez carreira como redator de publicidade antes de se tornar um premiado autor de livros infantis: é o único na história do Red House Children's Book Award (premiação britânica votada exclusivamente por crianças) a ter um livro premiado tanto na categoria de ilustração quanto na de ficção. Costuma dizer que é uma criança que nunca cresceu, reside em Essex, Inglaterra, com sua esposa e diversos bichos de estimação.

O ilustrador

Autor e ilustrador, David Milgrim se especializou em criar histórias para crianças que estão começando a ler. Pós-graduado em design na Parson's School of Design, já ilustrou e escreveu mais de uma dezena de livros infantis e recebeu, em 2004, o prêmio Maryland Blue Crab Young Reader Award



Comentários

Mais Visitados